Sem categoria

BTG e Santander se destacam entre as maiores altas; IRB tem maior desvalorização do dia

Atualizado 17/07/2023 às 18:03:29

Papéis de bancos avançaram na sessão desta 2ªF, com alguns deles se destacando entre as maiores altas do Ibovespa, diante das expectativas positivas em relação aos balanços do 2TRI e da redução da inadimplência do setor com o programa federal Desenrola. Figurando no ranking, #BPAC11 subiu 3,13% (R$ 32,92) e #SANB11 ganhou 2,15% (R$ 29,94). Já #ITUB4 registrou +1,94% (R$ 28,83), #BBDC4, +1,59% (R$ 16,60), #BBDC3, +1,17% (R$ 14,69) e #BBAS3, +0,88% (R$ 48,11).

A maior valorização do dia foi de #RAIZ4, com +3,68%, a R$ 4,23. Também nas primeiras posições da lista positiva ficou #MRVE3 (+2,96%), a R$ 13,23. No campo oposto, a liderança entre as maiores baixas foi de #IRBR3, recuando 3,15%, a R$ 49,50. Com a Secretária de Agricultura de Santa Catarina confirmando o primeiro foco de gripe aviária em ave de criação doméstica no estado, ações de alguns frigoríficos se destacaram no ranking negativo. #BRFS3 recuou 2,70%, a R$ 8,66, e #JBSS3 caiu 1,42%, a R$ 18,74. #WEGE3 também figurou na lista, cedendo 1,94% (R$ 35,30).

Diante dos dados mostrando a fraqueza da economia chinesa no 2TRI, ainda apareceram entre as maiores perdas #VALE3 (-1,11%; R$ 67,85) e #USIM5 (-1,07%; R$ 7,42). #PETR3 fechou estável (+0,03%), a R$ 32,56, e #PETR4 teve queda de 0,21%, a R$ 28,99. (Igor Giannasi)

Veja Também