Ibovespa

Bolsas seguem em alta forte, e juros e dólar em queda após CPI dos EUA

Atualizado 14/11/2023 às 14:57:41

[14/11/23] Da Redação do Bom Dia Mercado

Os principais índices de ações em NY e no Brasil continuam a exibir forte alta após o CPI dos EUA – número cheio e núcleo – um pouco abaixo do esperado. O resultado de outubro reforçou a percepção de que o Fed não deve mais elevar juro e antecipou as apostas de corte para maio de 2024.

Em NY, o Dow Jones sobe 1,42%, o S&P 500 avança 1,90%, o Nasdaq tem alta de 2,24%.

Por aqui, o Ibovespa chegou a superar os 123 mil pontos, e agora sobe 2,09%, a 122.927. Na máxima (123.303), o índice superou o pico do ano até então, de 123.009 no dia 25 de julho. O maior fechamento de 2023 até agora é de 122.560, em 26 de julho.

Tudo o mais constante, o Ibovespa pode cravar a alta do ano hoje com volume expressivo de negócios. Até as 14h50 era de R$ 20,8 bilhões e projetava R$ 36,8 bilhões para o fim da sessão. Apenas 6 ações recuam no índice.

Juros e dólar continuam em queda. Lá fora, a moeda americana cede forte ante pares (DXY -1,35%, a 104,209) e emergentes. Por aqui, recua 0,82%, a R$ 4,8675.

Com a possibilidade de afrouxamento monetário mais próximo, os retornos dos Treasuries mergulham. O da T-note de 2 anos cai 0,20pp, a 4,838%, o da T-note de 10 cede 0,17pp, a 4,464%, e o do T-bond de 30 diminui 0,12pp, a 4,64%.

Na B3, o DI Jan25 recua a 10,555%, de 10,722% ontem, o DI Jan29 recua a 10,820%, de 10,987%.

Entre as commodities o petróleo Brent para janeiro sobe 0,65%, longe das máximas, quando subia 1,8%. (Ana Conceição)

Veja Também