Europa

Bolsas europeias fecham majoritariamente em alta após CPI dos EUA e corte de juros na China

Atualizado 22/06/2023 às 11:18:22

As bolsas europeias fecharam em alta, em sua maioria, com o sentimento impulsionado pelo corte de juros da China e os dados de inflação dos EUA antes da decisão de de juros do Fed.

O CPI americano esfriou e cravou que o Fed vai interromper seu ciclo de aperto amanhã para avaliar o impacto da elevação das taxas de juros, mas também que é amplamente majoritária a chance de +25 pb em julho, já que a inflação persiste longe da meta de 2%.

O BC da China cortou uma taxa de empréstimo de curto prazo em uma tentativa de ajudar na difícil recuperação pós-covid. Segunda maior economia do mundo, a China é um importante impulsionador do crescimento regional e mercado de exportação para muitas das maiores empresas da Europa.

A notícia deu um impulso às ações europeias, enquanto os investidores aguardavam indicadores da região.

A taxa de desemprego do Reino Unido subiu 3,8% em abril, a inflação da Alemanha caiu 0,1% no mês de maio, em notícia bem-vinda, ainda que o BCE esteja comprometido com outro aumento da taxa de juros na 5ªF.

No fechamento: Frankfurt +0,79%; Londres +0,30%; Paris +0,56%; Madri -0,09%; Stoxx 600 +0,07% (461.04). (BDM Online + agências)

Veja Também