Giro dos Mercados

Bolsas em NY fecham sem direção única; Ibovespa mantém queda com baixo volume

Atualizado 24/11/2023 às 15:22:01

https://www.bomdiamercado.com.br/wp-content/uploads/2023/11/logo-lite-post.png

[24/11/23] Da Redação do Bom Dia Mercado

As bolsas fecharam sem direção única numa sessão curta e com liquidez reduzida, na volta do feriado de Ação de Graças em NY. Os índices estiveram sob pressão dos Treasuries, que aceleraram a alta depois de o PMI de serviços dos EUA ficar um pouco acima (50,8) do esperado (50,7).

Os títulos do governo americano também foram pressionados pela alta de suas contrapartes na Europa, que são influenciados pela suspensão do limite máximo de dívida da Alemanha.

No fechamento, o índice Dow Jones subiu 0,33% (35.390,61 pontos); o S&P500 avançou 0,06% (4.559,36); o Nasdaq recuou 0,11% (14.250,85). Na semana, subiram 1,27%; 1,00%, 0,89%, respectivamente. Há pouco, a T-note de 2 anos subia a 4,9634% (de 4,891%, ontem).

O índice dólar (DXY), enquanto isso, cai 0,33%, a 103,422, pressionado pela alta do euro após a presidente do BCE, Christine Lagarde, dizer que a luta contra a inflação na zona do euro “não está encerrada”.

Por aqui, o Ibovespa perdeu os 126 mil pontos e cai 0,76%, a 125.615, mas ainda mostra ganho de 0,67% na semana. O volume de negócios projetado para o fim do dia é de apenas R$ 17 bilhões.

O dólar continua em baixa (-0,19%, a R$ 4,8977), seguindo o exterior. Os juros estão próximos dos ajustes de ontem, com ligeira queda nos curtos e alta nos médios e longos.

O veto à desoneração da folha de pagamentos de 17 setores pelo presidente Lula foi considerado bom do ponto de vista fiscal, mas pode atrapalhar a votação da pauta econômica no Congresso, segundo analistas. (Ana Conceição)

Veja Também