Sem categoria

Bolsas caem nos EUA e no Brasil em meio a balanços e alta dos juros dos Treasuries

Atualizado 25/10/2023 às 18:46:04

As bolsas americanas recuaram nesta quarta-feira, em meio a uma nova disparada dos juros dos Treasuries, os títulos de dívida do governo dos Estados Unidos. As taxas começaram a subir após o surpreendente aumento de 12,3% nas vendas de moradias novas no país em setembro, mostrando que a economia americana segue forte, apesar dos juros altos.

O mercado também não reagiu bem à safra de balanços das ‘big techs’, com o resultado da Alphabet, a dona do Google, decepcionando os investidores, o que pesou especialmente sobre o desempenho do índice Nasdaq. No fechamento, o índice Dow Jones caiu 0,32%, aos 33.035,93 pontos. O S&P500 recuou 1,43%, aos 4.186,77 pontos. E o Nasdaq perdeu 2,43%, aos 12.821,22 pontos.

Por aqui, o Ibovespa acompanhou de perto o comportamento negativo das bolsas americanas, com as ações mais expostas à economia doméstica sentido o avanço dos juros futuros que, por sua vez, foram pressionados pelas taxas americanas.

No fim da tarde, porém, o mercado doméstico mostrou algum alívio, ajudado pelo avanço da pauta econômica do governo no Congresso. O relator da reforma tributária no Senado, Eduardo Braga, leu hoje seu parecer sobre o tema na Comissão de Constituição e Justiça e o presidente da CCJ, Davi Alcolumbre, agendou para o dia 7 de novembro a sessão que discutirá o texto. A expectativa é que a reforma seja votada e aprovada no plenário do Senado na mesma semana, até o dia 9.

Havia expectativa também pela votação ainda hoje no plenário da Câmara do projeto que irá tributar os fundos exclusivos e offshore, voltados a investidores de alta renda.

O Ibovespa fechou com queda de 0,82%, aos 112.829,97 pontos, com volume financeiro de R$ 19,8 bilhões. O dólar à vista fechou em leve alta de 0,16%, a R$ 5,0017. (Téo Takar)

Veja Também