Ásia

Bolsas asiáticas caem em bloco após rebaixamento dos EUA pela Fitch

Atualizado 02/08/2023 às 07:13:49

Os mercados asiáticos reagiram com forte aversão a risco ao inesperado rebaixamento da nota de crédito dos EUA (de AAA para AA+) pela agência Fitch, no começo na noite de ontem, que citou risco de recessão e uma “erosão da governança” que provoca repetidos impasses sobre o teto da dívida no Congresso e piora da situação fiscal.

O governo Biden criticou com veemência o rebaixamento — o primeiro entre as grandes agências de classificação de risco em mais de uma década —, chamando-o de arbitrário e baseado em dados desatualizados. Isso não evitou forte realização nas bolsas, especialmente de papéis de tecnologia, após os ganhos de julho.

Em Tóquio, também caíram forte também pesos-pesados como Mitsubishi (-1,9%), Mitsui (-1,8%), Hitachi (-2,2%) e Sony (-1,8%). Na China continental, as perdas foram mais modestas, pelo segundo dia consecutivo, seguindo a frustração com a falta de medidas concretas de apoio à economia. O minério de ferro caiu 1,07% em Dalian. Confira como fecharam os índices:
(Lucia Boldrini + agências)

▪️ Tóquio — Nikkei: -2,30%
▪️ Hong Kong — Hang Seng: -2,47%
▪️ Taiwan — Taiex: -1,85%
▪️ Coreia — Kospi: -1,90%
▪️ China — Xangai: -0,89%
▪️ China — Shenzhen: -0,28%

Veja Também