Express

BDM Express: O desafio da ata do Copom

Atualizado 18/12/2023 às 06:06:13

https://www.bomdiamercado.com.br/wp-content/uploads/2023/12/campos-neto.png

Mercados asiáticos são destaques no início desta semana com a decisão do BoJ japonês (hoje à meia-noite), que pode iniciar a saída dos juros negativos, e do PBoC da China (amanhã), para definir as taxas de empréstimos para 1 e 5 anos (LPR).

Nos EUA, será decisivo o PCE para consolidar as expectativas de que o juro começa a cair março, mas o dado só sai na 6ªF. Alguns Fed boys tentam conter o entusiasmo dos investidores, emitindo alertas de que é cedo para cantar vitória contra a inflação.

Aqui, a ata do Copom, amanhã, tem o desafio de explicar o texto mais conservador do comunicado, depois de Powell avisar que o desaperto já é discutido pelo Fomc e depois de o governo conseguir vitórias importantes na agenda econômica do Congresso, aprovando a subvenção do ICMS e a reforma tributária, que fortalecem o cenário fiscal.

Aprovada em dois turnos na noite de 6ªF na Câmara, por 365 votos contra 118, Lira disse que a PEC deve ser promulgada na 4ªF.

Lula qualificou a aprovação da reforma como “fato histórico” e disse que Haddad “merece uma salva de palmas por ter coordenado”.

Haddad, que estava ao lado do presidente em evento do Minha Casa, Minha Vida em Itaquera (SP), no sábado, disse que ainda há muitos desafios pela frente, mas que o ano termina com “bons resultados”.

Questionado por jornalistas, o ministro disse que a meta fiscal será perseguida pela Fazenda, que sabe da importância disso para o crescimento sustentável. “Precisamos ter fonte de financiamento segura para os gastos sociais. Vamos atrás dos resultados.”

A MP da subvenção, grande aposta da Fazenda para aumentar a arrecadação em 2024 foi aprovada na Câmara, mas agora precisa ser aprovada pelo Senado. O governo também espera será concluir nesta semana a votação da Lei de Diretrizes Orçamentárias.

Na Câmara, os deputados devem votar a regulamentação das apostas esportivas, que foi modificado pelo Senado.

Além da ata do Copom (3ªF), são importantes para o debate dos juros esta semana o Índice de Atividade do Banco Central, o IBC-Br de outubro (4ªF) e o Relatório Trimestral de Inflação, o RTI (5ªF). Na 6ªF, saem os dados do setor externo de novembro.

O BDM Express é a versão resumida do BDM Morning Call, referência da pré-abertura do mercado financeiro há 20 anos.

Veja Também