Express

BDM Express: IPCA-15 AJUDA A DEFINIR COPOM

Atualizado 25/07/2023 às 06:03:24

Na véspera do Fed, os investidores em NY seguem esperando uma mensagem mais suave, apesar de convencidos de mais uma alta de 25pb do juro americano. Mesmo que Powell sinalize mais um aumento, deve pular setembro, e essa percepção tem assegurado a demanda por risco. Hoje, Wall Street também será movimentada pelos balanços da Alphabet e Microsoft, à noite.

A expectativa de estímulos pela China, por outro lado, garante a força das commodities, do Ibovespa e derruba o dólar, enquanto os juros futuros assumiram alguma cautela antes do IPCA-15, que sai às 9h. A mediana aponta para leve deflação, mas o mais importante será o comportamento dos serviços, que pode esvaziar as apostas mais agressivas para o Copom da próxima semana.

Já a pressão dos serviços no IPCA fechado de junho preocupou o mercado, mas muita gente ainda acredita que o Banco Central poderá começar as quedas da Selic com um corte de 50pb. O IPCA-15 será um bom teste para definir um consenso. Após a expansão de 0,04% em junho, pesquisa do Broadcast apurou estimativas entre deflação de 0,40% e alta de 0,09%, com mediana de -0,03%. Para serviços, a expectativa é de desaceleração para 0,45%.

JCP – Haddad confirmou nesta 2ªF que o governo pretende acabar com os juros sobre capital próprio no ano que vem. A medida visa elevar a arrecadação para zerar o déficit das contas públicas em 2024. Em abril, o ministro deu o primeiro sinal de que pretendia promover essa alteração, encomendando o estudo à sua equipe, como revelou o Estadão.

REFORMA ADMINISTRATIVA – Em almoço com empresários, Arthur Lira surpreendeu com uma informação que a plateia adorou: “Vamos tratar da reforma administrativa, ela está pronta.” O presidente da Câmara foi bastante aplaudido neste momento e ganhou o apoio público e imediato do presidente da Febraban, Isaac Sidnei, que colocou a entidade à disposição para ajudar a sensibilizar os parlamentares sobre essa necessidade.

IBGE – No Estadão, o presidente interino do Instituto, Cimar Azeredo, tem feito campanha nos bastidores para se manter no cargo, em meio a um fogo cruzado no governo que envolve o movimento do PT para emplacar o economista Márcio Pochmann. Segundo o jornal, Azeredo já foi a Brasília 13 vezes neste tempo e ganhou a confiança da equipe da ministra Simone Tebet.

AMERICANAS – O governo Lula protocolou na Câmara pedido de urgência no projeto de lei do Ministério da Fazenda que blinda acionistas minoritários de atos ilícitos cometidos por controladores de companhias abertas. Segundo a Folha, o projeto foi enviado na esteira das investigações sobre a suposta fraude na Americanas. Com o pedido de urgência, o governo quer acelerar a tramitação da matéria, que precisa ser analisado em 45 dias.

MAIS AGENDA – A prévia do IPC-Fipe abre o dia (5h). Depois, vem a arrecadação federal (10h30), que deve atingir R$ 179,450 bilhões em junho.

LÁ FORA – Sai nos EUA a confiança do consumidor medida pelo Conference Board (11h). Na Alemanha, tem o índice Ifo de sentimento das empresas em julho (5h). O FMI publica, às 10h, atualização de relatório de Perspectivas da Economia Mundial.

BALANÇOS – Verizon, General Motors, General Eletric e 3M são destaques antes da abertura. Visa vem depois do fechamento. Aqui, Carrefour, Neoenergia e Telefônica Brasil (Vivo) divulgam seus números com a B3 já fechada.

O BDM Express é uma versão resumida em dez parágrafos do BDM Morning Call, ideal para ser distribuído aos clientes de sua empresa à primeira hora do dia. Consulte nosso atendimento

Veja Também