Express

BDM Express: Foco em NY continua nos balanços

Atualizado 19/07/2023 às 06:05:07

Começou muito bem a temporada dos balanços nos EUA, turbinada pelos bancos, no otimismo que empolga as bolsas em NY e esvazia as projeções de recessão. Hoje, antes da abertura, sai o resultado do Goldman Sachs. Depois do fechamento, será dada a largada para os números das gigantes de tecnologia: Netflix, Tesla e IBM. Ainda à noite, a China decide as taxas de juro de referência (LPR), mas será uma surpresa se mexer nos juros. Apesar do susto com o PIB/2Tri fraco, Pequim tem frustrado as esperanças de um choque de estímulos.

Aqui, o relatório de produção da Vale no 2Tri, divulgado ontem à noite, praticamente não mexeu com os ADRs (+0,07%). A produção de minério de ferro pela companhia entre abril e junho aumentou 6,3% na base anualizada e alcançou 78,74 milhões de toneladas, impulsionada por uma exploração recorde no Pará.

O investidor transfere agora a expectativa para o balanço da Vale, no dia 27. A semana que vem será movimentada ainda pelos resultados da Usiminas (28), Santander (26), Gol e Multiplan (27), e GPA e Assaí (26). Hoje, antes da abertura dos negócios, a Weg inaugura a temporada de resultados corporativos por aqui.

Na agenda dos indicadores, a Fazenda divulga às 13h30 as projeções de curto e médio prazo para o PIB, inflação e resultado fiscal, que serão comentadas em coletiva às 14h. A segunda prévia de julho do IGP-M abre o dia (8h). Os dados do fluxo cambial saem às 14h30. Haddad tem reunião com representantes da Fitch (11h30) e, às 18h30, recebe Simone Tebet.

O mercado recebeu ontem com tranquilidade a declaração de Haddad de que o governo recuou e enviará ao Congresso a segunda fase da reforma tributária (ligada à renda) somente no fim do ano, ao invés de em agosto. A leitura entre os investidores é de que, ao não encavalar as duas propostas, a equipe econômica facilita a aprovação da fase de impostos sobre o consumo.

Na manchete do Estadão, o lobby por alíquota diferenciada na reforma tributária não para de crescer. Bares, supermercados e o setor de energia elétrica já avisaram que levarão seus pleitos aos senadores após o recesso. Especialistas alertam que, quanto maior o número exceções, maior deverá ser a alíquota padrão.

Em entrevista a jornalistas nesta 3ªF, Tarcísio de Freitas (SP) disse que as exceções incluídas no texto da reforma tributária aprovado pela Câmara podem “distorcer” e “deformar” a proposta.

O Centrão continua cobrando a fatura depois da aprovação histórica da reforma pelos deputados. José Guimarães disse que a entrada do PP e Republicanos no ministério “está consolidada”. Guimarães ressaltou, porém, que Lula não bateu o martelo e tomará uma decisão hoje, quando volta ao País.

ARCABOUÇO FISCAL – No Broadcast, MP publicada em edição extra do Diário Oficial da União criou a nova Secretaria de Apostas e Loterias, que aprovará o credenciamento dos operadores e acompanhará o volume das transações e arrecadação. A previsão do governo é arrecadar até R$ 12 bilhões por ano com a tributação dessa atividade (que hoje não é regulamentada) e com a recriação da chamada “raspadinha”.

MAIS AGENDA – A inflação ao consumidor (CPI) de junho é destaque na zona do euro (6h) e Reino Unido (3h). Nos EUA, saem as construções de casas iniciadas em junho (9h30) e os estoques de petróleo (11h30). O DoE deve informar queda de 1,8 milhão de barris nas reservas. Ontem à noite, o API estimou -800 mil.

O BDM Express é uma versão resumida em dez parágrafos do BDM Morning Call, ideal para ser distribuído aos clientes de sua empresa à primeira hora do dia.

Consulte nosso atendimento

Veja Também