Express

BDM Express: Brasília e balanços de bancos movimentam a semana

Atualizado 05/02/2024 às 06:13:32

Bom dia,

Semana tem inflação na China (4ªF) e agenda mais esvaziada em NY, após a bomba do payroll, que eliminou de vez a chance de corte do juro em março, colocou maio em xeque e abriu apostas para junho. Em entrevista gravada na última 5ªF e exibida ontem, Powell repetiu que o Fed só vai cortar o juro quando estiver confiante de que a inflação caminha de forma sustentada para a meta de 2%.

Aqui, a ata do Copom deve reforçar amanhã o que o comunicado já sinalizou, que o ritmo de queda (0,5pp) da Selic será mantido nas “próximas reuniões”. Com as apostas consolidadas, o IPCA de janeiro (5ªF) perde parte do interesse. Hoje tem balanço do Itaú, após o fechamento. Bradesco vem na 4ªF e BB, na 5ªF. Brasília volta hoje do recesso e o governo bota o bloco na rua para negociar.

O Planalto arma uma estratégia para baixar a irritação do Congresso com a MP da reoneração, buscando relação mais direta com os líderes partidários e intensificando a participação de Lula na articulação. Rui Costa (Casa Civil) e Tebet também foram escalados para participarem mais ativamente das negociações.

Lula ainda terá que administrar um impasse na articulação política entre Lira e Padilha, que não se falam há mais de um mês. O estopim foi a edição de uma portaria para liberação de recursos na Saúde. A nova norma condiciona transferências à aprovação de um colegiado formado por gestores estaduais e municipais do SUS. Lira não gostou e estaria pedindo a cabeça de Padilha.

MAIS AGENDA – No Rio, Haddad participa hoje (9h) de palestra com pesquisadores da FGV/IBRE. Devido à operação-padrão dos servidores do BC, não tem Focus nesta 2ªF, só amanhã. Com atraso, será divulgado hoje (9h30), o saldo em c/c de dezembro, com previsão de déficit de US$ 7,4 bi e entrada de US$ 5,20 bi em IDP.

Do lado da inflação, além do IPCA, saem na semana o IGP-DI de janeiro, amanhã, que deve recuar 0,10% e as primeiras prévias de fevereiro do IPC-S (5ªF) e do IPC-Fipe (6ªF). O ritmo da atividade será conferido pelas vendas no varejo (4ªF) e volume de serviços (6ªF) em dezembro.

VALE – Adiou para esta semana o desfecho da sucessão, depois de a reunião do conselho de administração da mineradora realizada na última 6ªF ter terminado sem acordo sobre o processo sucessório. Quem defende a saída de Eduardo Bartolomeo do comando aponta sua falta de trânsito com o governo. Neste contexto, o nome de Luiz Henrique Guimarães ganha força.

MAIS BALANÇOS – Saem BTG Pactual (hoje, antes da abertura), Usiminas (6ªF), TIM (amanhã), Alpargatas, Klabin, Auren e BrasilAgro (4ªF), além de Sanepar, CCR, Multiplan, Jalles Machado e São Martinho (5ªF). Nos EUA, tem McDonald´s hoje, antes da abertura dos mercados. Walt Disney vem na 4ªF.

LÁ FORA – Os EUA conferem hoje os serviços do ISM (12h) e PMI/S&P Global composto (11h45), que será informado ainda na zona do euro (6h), Alemanha (5h55) e Reino Unido (6h30). O dia também reserva a inflação ao produtor (PPI) de dezembro na zona do euro, às 7h. O CPI alemão sai 6ªF. Os BCs da Austrália (amanhã) e do México e Peru (5ªF) divulgam decisões de política monetária.

CHINA HOJE – O PMI/S&P Global do setor de serviços desacelerou para 52,7 em janeiro, contra 52,9 em dezembro, mas permaneceu acima da marca de 50 pelo 13º mês consecutivo. A expectativa se transfere para os índices de inflação ao consumidor (CPI) e produtor (PPI) de janeiro (4ªF) véspera do Ano Novo Lunar (6ªF), que fecha o mercado por uma semana.

O BDM Express é a versão resumida do BDM Morning Call, referência da pré-abertura do mercado financeiro há 20 anos. Conheça todos os produtos do Bom Dia Mercado.

Veja Também