Express

BDM Express: Brasília divide o foco com inflação aqui e nos EUA

Atualizado 12/12/2023 às 05:40:05

Antes do Fed de amanhã, NY ainda enfrenta hoje o dado de inflação ao consumidor (CPI) em novembro (10h30). O dado só deve abalar a aposta de que o ciclo de corte do juro dos EUA comece em maio, se pregar um susto. A previsão é de estabilidade contra outubro e de alta de 3,1% na leitura anualizada. Para o núcleo, +0,3% e 4,0% nas mesmas bases de comparação.

Aqui, em véspera de Copom, o IPCA (9h) deve acelerar, mas dificilmente mexerá com o forward guidance de que a Selic continue caindo de meio em meio ponto. O maior teste de fogo da agenda doméstica vem de Brasília. A votação no Senado do projeto de tributação das apostas esportivas está garantida (16h). Já na Câmara, a rápida apreciação da MP das Subvenções corre perigo. Tudo indica que a Fazenda terá que negociar ajustes no texto.

Comentários de Lira ontem deixaram claro que a matéria ainda não está endereçada politicamente. “Não tenho a temperatura”, disse, quando perguntado sobre a probabilidade de a MP ser aprovada este ano. A declaração foi dada em evento do agronegócio em SP, onde afirmou também que o apoio à MP das Subvenções ainda não está consolidado e que mudanças no texto serão necessárias.

O Estadão/Broadcast apurou que impasses envolvendo a liberação de emendas parlamentares, além de pressões do setor privado, que será afetado pelas mudanças na regra, têm travado as negociações para votar o texto. Segundo fontes, o governo Lula recebeu da cúpula do Congresso um pedido de liberação de aproximadamente R$ 4 bilhões em recursos extras para os deputados e de R$ 2 bilhões para os senadores ainda antes de o ano acabar.

Insatisfeitos com o ritmo de liberação de verbas pelo Planalto, líderes partidários estariam colocando em risco a votação de pautas de interesse do governo no Congresso nesta reta final, às vésperas do recesso parlamentar. O ministro Padilha assegurou que o governo irá pagar até o fim do ano 100% do valor das emendas individuais de transferência especial empenhadas e disse que a MP da Subvenção é prioridade.

LDO – Líderes do governo no Congresso se reuniram e pediram que a votação na CMO da Proposta da Lei de Diretrizes Orçamentárias seja adiada de hoje para amanhã ou 5ªF, devido a uma série de discordâncias no texto.  Entre elas, estaria a inclusão do Sistema S no Orçamento e as novas emendas de comissão. O relator Danilo Forte defendeu a previsão de incluir a verba destinada ao Sistema S no Orçamento , mas a equipe econômica demonstra resistência.

TRIBUTÁRIA – Lira não descarta a aprovação este ano, apesar da agenda apertada. “A espinha dorsal está pronta.”

HADDAD – Em meio às articulações políticas sobre a pauta econômica, o ministro participa hoje de reunião do Conselhão (9h30) e de anúncio de investimentos de bancos públicos em Estados (11h), ao lado de Lula.

AGENDA – Pela manhã (9h30), Lula reúne Lira e Renan Calheiros para tratar do rompimento parcial de mina da Braskem no domingo. A CPI da petroquímica deve ser instalada hoje no Senado. A CAE do Senado sabatina, às 9h, os nomes indicados para o Cade.

IPCA – Pressionado por alimentos e bebidas, o índice oficial de inflação do IBGE tem previsão de alta de 0,29% em novembro, na mediana do Broadcast, contra 0,24% em outubro. O intervalo das estimativas vai de 0,22% a 0,37%.

O BDM Express é a versão resumida do BDM Morning Call, referência da pré-abertura do mercado financeiro há 20 anos.

Veja Também