Express

BDM Express: Balanço do Bradesco testa fôlego da Bolsa

Atualizado 07/02/2024 às 05:07:36

Quatro Fed boys falam hoje, enquanto o mercado especula se o juro nos EUA cairá em maio ou junho, porque março já parece descartado. Na China, tem inflação à noite, após Pequim prometer um pacote para impulsionar o consumo. A iniciativa, combinada ao otimismo com a temporada de balanços dos bancos por aqui, recuperou os 130 mil pontos para o Ibov.

Com os papéis dos bancos voando na bolsa, o Bradesco divulga, antes da abertura dos negócios, seu resultado trimestral e um amplo plano estratégico. Ainda na agenda do dia, saem o resultado fiscal do setor público consolidado (8h30), as vendas no varejo em dezembro (9h) e a balança comercial (15h). Campos Neto faz palestra em SP (10h). Em Brasília, o desfecho da MP da Reoneração parece estar mais próximo.

O líder Randolfe Rodrigues disse que até o fim desta semana o governo Lula deve ter uma decisão a respeito do formato do texto. A ideia é fatiar os temas tratados dentro da MP. Estuda-se a viabilidade de endereçar separadamente o trecho que trata da reoneração e deixar na MP a proposta que limita compensações tributárias e revoga benefícios do Perse.

De última hora, lideranças da Câmara cancelaram nesta 3ªF a participação em reunião que teriam com Haddad, um dia depois de Lira ter subido o tom contra o governo na sessão de abertura do ano legislativo.

Um novo encontro foi marcado para hoje (14h) e aliados do presidente da Câmara estão decididos a aumentar a pressão e cobrar a manutenção do Perse, que deve custar R$ 4,4 bi aos cofres públicos este ano.

Além de ser considerado caro, o programa está na mira da equipe econômica por suspeita de fraudes e irregularidades, incluindo lavagem de dinheiro, que pode ter elevado o custo do programa a R$ 32 bi em 2023.

Em novo desafio para as receitas, o governo federal publicou edição extra do Diário Oficial na noite de ontem elevando o teto da isenção de IR para dois salários mínimos, o equivalente à remuneração mensal de até R$ 2.824. A Fazenda estima renúncia de R$ 3,03 bilhões em 2024, R$ 3,53 bilhões em 2025 e R$ 3,77 bilhões em 2026.

Durante participação em conferência do BTG Pactual nesta 3ªF, Haddad antecipou que janeiro foi um mês surpreendente em termos de arrecadação federal, num sinal de que a economia doméstica segue resiliente. No mesmo evento, Campos Neto avaliou que o PIB/1Tri pode surpreender positivamente. O PicPay elevou ontem a projeção de crescimento da economia este ano de 1,3% para 1,8%, acima da mediana do Focus, de 1,6%.

MAIS AGENDA – O pagamento de precatórios da União deve puxar o déficit consolidado do setor público para R$ 124,350 bilhões em dezembro. Do lado da atividade, as vendas no varejo restrito em dezembro devem cair 0,2%, na margem. A balança comercial tem previsão de superávit de US$ 7,460 bilhões em janeiro, após US$ 9,360 bi em dezembro. A primeira prévia de fevereiro do IPC-Fipe sai às 5h. Além do Bradesco, saem os balanços da Klabin, antes da abertura, e da Alpargatas e Totvs, após o fechamento.

NOS EUA – Falam hoje os dirigentes do Fed Susan Collins, Adriana Kugler e Tom Barkin (13h), além de Michelle Bowman (16h). Entre os indicadores, a balança comercial (10h30) deve registrar déficit de US$ 62,2 bi em dezembro. Às 12h30, saem os estoques de petróleo do DoE (+1,3 milhão de barris). Walt Disney solta balanço após o fechamento.

O BDM Express é a versão resumida do BDM Morning Call, referência da pré-abertura do mercado financeiro há 20 anos. Conheça todos os produtos do Bom Dia Mercado.

Veja Também