Europa

BCE mantém juros inalterados pela 1ª vez em mais de um ano, sem fechar portas para novo aperto

Atualizado 26/10/2023 às 09:47:30

O BCE manteve as taxas de juro inalteradas pela primeira vez em mais de um ano, enquanto avalia se a série de aumentos sem precedentes conseguirá conter a inflação. Após a decisão do mês passado de aumentar a taxa de depósito para um recorde de 4%, os decisores mantiveram-na nesse nível hoje, o que era esperado por todas as estimativas.

Reiteraram numa declaração que manter os custos dos empréstimos nesse nível durante tempo suficiente dará um “contribuição substancial” para trazer a inflação de volta à meta de 2%. Tal como os EUA e o Reino Unido, o BCE não fechou a porta a novos aumentos, caso a inflação não consiga diminuir com rapidez suficiente. Mas não há dúvidas de que o ponto mais alto dos custos de financiamento da zona euro foi alcançado após 10 movimentos consecutivos iniciados em Julho de 2022.

Isto alimenta apostas sobre quando chegarão os primeiros cortes, com os investidores aderindo à narrativa de “maior por mais tempo” ao fixarem preços nas reduções a partir do próximo outono europeu, mesmo quando a região corre o risco de sucumbir a uma recessão. O Conselho do BCE afirmou que os dados “confirmaram amplamente” a avaliação anterior das perspectivas de preços a médio prazo. (BDM Online + agências internacionais)

Veja Também