Sem categoria

Bancos recuam após Haddad confirmar proposta para acabar com JCP; Weg tem maior alta do dia

Atualizado 24/07/2023 às 18:08:37

Papéis dos principais bancos se destacaram entre as maiores baixas do Ibovespa na sessão desta 2ªF em reação à confirmação pelo ministro da Fazenda, Fernando Haddad, de que vai propor o fim do JCP para 2024. Figurando na lista negativa, #BBDC4 registrou -2,70% (R$ 16,60), #BBAS3, -1,96% (R$ 47,57), e #BBDC3, -1,72% (R$ 14,84). #ITUB4 recuou 1,59%, a R$ 28,54. Já #SANB11 caiu 0,77%, a R$ 29,78.

Por outro lado, ativos de empresas ligadas a commodities compensaram a perda do sistema bancário para o desempenho final do índice. #VALE3 subiu 3,02%, a R$ 69,85. #PETR3 ganhou 2,07%, a R$ 34,00, e #PETR4 avançou 2,09%, a R$ 30,30.

Além disso, #RRRP3, com +4,11%, a R$ 36,44, e #CMIN3, com +4,10%, a R$ 4,32, se destacaram no ranking positivo. #WEGE3 (+7,21%; R$ 41,54), #ENEV3 (+4,38%; R$ 13,12) e #EMBR3 (+4,37%; R$ 18,38) ficaram nas primeiras posições.

No campo oposto, a sessão foi desfavorável para ativos de frigoríficos, prejudicados pelo salto dos preços dos grãos por causa dos ataques da Rússia a portos da Ucrânia. Entre as maiores perdas do índice, #BEEF3 caiu 4,38% (R$ 9,60), #MRFG3 baixou 3,88% (R$ 6,94) e #BRFS3 cedeu 2,28% (R$ 8,58).

A maior desvalorização do dia foi de #IRBR3, que despencou 14,40%, a R$ 42,15, refletindo o seu resultado registrado em maio, apesar de a empresa ter reportado prejuízo de R$ 10,4 milhões no período, melhor que o desempenho negativo de um ano antes, de R$ 273,1 milhões. (Igor Giannasi)

Veja Também