Morning Call

Bancos abrem temporada dos balanços nos EUA

Atualizado 14/07/2023 às 01:42:17

Por Rosa Riscala e Mariana Ciscato*

[14/7/2023]

… As vendas no varejo, que o IBGE divulga às 9h, devem vir mais fracas em maio, sob impacto das condições financeiras mais restritivas. Os dados de atividade econômica pegam o mercado em um momento de cautela com a inflação de serviços, que contrata corte menor da Selic em agosto. Já nos EUA, os investidores continuam travando uma briga particular com os falcões do Fed, que ainda não se convenceram de que os sinais de alívio das pressões inflacionárias comportam só mais uma alta do juro. A Universidade de Michigan divulga às 11h as expectativas de inflação em 1 e 5 anos. NY também desloca o foco para o início da temporada dos balanços, com três grandes pesos-pesados do setor financeiro: Citigroup, JPMorgan e Wells Fargo, todos antes da abertura.

… Os resultados corporativos servirão como termômetro importante do fôlego da economia e da capacidade de os EUA escaparem de uma recessão no 4Tri, enquanto o Fed não dá o braço a torcer no aperto monetário.  

… O BC de Powell vai voltar a subir o juro este mês (dia 26), após a pausa recente, e ainda pode contratar uma alta extra em setembro, se muitos Fed boys continuarem não se dobrando à inclinação dovish do mercado.

… Ao discursar em evento na noite de ontem, o diretor do Fed Christopher Waller manifestou a opinião de que ainda não está chegando a hora de parar. “Vejo mais dois aumentos de 25 pontos-base [no juro] este ano.”

… Ele reconheceu que a desaceleração do CPI em junho foi uma boa notícia, mas observou que um único dado não indica tendência e que precisa ver uma melhora sustentada antes de ficar confiante no alívio da inflação.

… Mais cedo, Mary Daly também considerou “razoável” mais duas altas do juro este ano (abaixo).

… Mas o mercado continua batendo de frente e ontem se valeu no PPI, no day after do CPI, para derrubar o índice DXY abaixo do nível psicológico de 100 pontos pela primeira vez desde abril do ano passado.

… Além disso, os juros dos Treasuries afundaram mais um pouco e, por aqui, o dólar furou R$ 4,80, diante da esperança de que a alta do juro em julho nos EUA será a última do ciclo mais agressivo desde a década de 80.

… Já a curva do DI não conseguiu queimar prêmio e acompanhar a festa. Com a inflação de serviços surgindo como vilã de última hora para um corte maior da Selic em agosto, a ponta curta tem menor espaço para cair.

… Em duas ocasiões, ontem, Lula não perdeu a chance de cobrar de Campos Neto uma queda rápida do juro.

… “Não é pedir muito; o presidente do BC precisa entender que ele não é dono do Brasil”, disse, em evento do MCMV. À noite, em entrevista à Record, voltou a atacar: “Esse cidadão está a serviço de quem e para o quê?”

… Criticou também a “Faria Lima”, que apoia a política comandada por Campos Neto para fazer “especulação”.

… Horas antes, Haddad e Simone Tebet haviam defendido queda de meio ponto da Selic já no início do ciclo.

… “Esperamos sensibilidade técnica do BC; penso que há espaço para cortar mais de 0,25 pp”, disse o ministro.

… Para Tebet, “não é possível que o BC não comece a baixar os juros depois de reforma tributária e arcabouço fiscal. E que seja de 0,5 ponto, porque 0,25 vai mostrar uma sinalização de que não chegaremos a 12% no ano”.

… Ainda nesta 5ªF, Lula antecipou que o Desenrola Brasil, programa para renegociar dívidas de pessoas físicas no valor de até R$ 5 mil e limpar o nome de 1,5 milhão de brasileiros, terá início oficialmente na próxima 2ªF.

… Tebet havia dito mais cedo que não adiantava formular desconto para eletrodomésticos antes do Desenrola.

REFORMA TRIBUTÁRIA – Haddad afirmou à RedeTV que a alíquota padrão do Imposto sobre Valor Agregado (IVA) deve atingir um “ponto de equilíbrio”, inferior a 25% com o passar do tempo pela eficiência do sistema.

… A questão é que a Câmara inseriu exceções e regimes diferenciados ao sistema, o que pode resultar em elevação da alíquota padrão. Simone Tebet apontou ontem valores entre 26% e 28% como alíquotas possíveis.

… O secretário extraordinário de reforma tributária, Bernard Appy, confirmou que o patamar do IVA não chegará aos 30%. Segundo ele, o texto da Câmara teve mais exceções do que o desejável. “É o custo político.”

… Haddad reafirmou que o relator da reforma no Senado, Eduardo Braga (MDB-AM), poderá “limar” o texto para deixá-lo mais enxuto e com menos exceções. “Penso que o relator faria um trabalho maravilhoso com isso.”

… O líder do governo no Congresso, senador Randolfe Rodrigues (sem partido-AP), disse que o Executivo deverá enviar à Câmara em agosto a segunda parte da reforma tributária, que tratará do Imposto de Renda (IR).

PODER E COBIÇA – Após a troca no Turismo, com o deputado Celso Sabino (União Brasil) oficializado ontem na pasta, Lula mandou recado para limitar a sanha do Centrão: não abre mão da Saúde e Desenvolvimento Social.

… “Não saem do PT, são meus [os ministérios]. Não é o partido que quer vir para o governo que pede ministério, é o governo que oferece ministério”, declarou o presidente durante entrevista ao jornalista Kennedy Alencar.

MAIS AGENDA – As vendas no varejo calculadas pelo IBGE devem recuar 0,2% em maio no conceito restrito e registrar declínio de 0,7% no ampliado, de acordo com a mediana das estimativas de pesquisa Broadcast.

… Simone Tebet participa às 10h da última plenária de elaboração participativa do Plano Plurianual (PPA), que também contará com a presença de Alckmin (12h). No final da tarde (17h), Appy tem live da Bradesco Asset.

… Haddad se reúne com Lula às 9h e viaja a SP à tarde para dar entrevista a Mônica Bergamo (Folha), às 15h.

LÁ FORA – Saem a balança comercial de maio na zona do euro (6h) e dados de petróleo da Baker Hughes (14h).

GANHO DUPLO – O real foi favorecido ontem em duas frentes: pelo tombo no dólar despertado pela inflação comportada nos EUA e pela alta do petróleo, que valorizou as moedas de países exportadores de commodities.

… Pela primeira vez este mês, o dólar furou R$ 4,80. Fechou em baixa de 0,57%, a R$ 4,7903, e quase zerou a alta em julho (+0,01%). A pressão para que o Fed liquide o ciclo de aperto após julho é decisiva para o câmbio.

… É o que vai mandar no fluxo para os emergentes e testar as chances de o dólar permanecer abaixo de R$ 5.

… A entrada de k externo na bolsa na última 3ªF do IPCA (abaixo) reforçou o movimento de queda da moeda.

… Lá fora, o DXY furou os 100 pontos, diante da avaliação de que os BCs europeus seguirão em seus ciclos de aperto, com o euro (+0,87%) quebrando a marca de US$ 1,12 (US$ 1,1225) pela primeira vez desde março de 2022.

… A libra esterlina fechou em alta de 1,10%, para US$ 1,3131; o iene subiu 0,28%, para 138,04/US$.

… Como ocorreu nos últimos pregões, nem a forte queda dos juros dos Treasuries e nem a baixa generalizada do dólar aqui e lá fora foram capazes de sensibilizar a curva do DI, que teve mais um dia de alta nas taxas.

… Analistas têm destacado a dificuldade de o “miolo” dos juros futuros furar o patamar de 10% depois da expressiva descompressão registrada das últimas semanas. A resistência da inflação de serviços no IPCA de junho preocupa.

… No fechamento, o DI para jan24 subiu a 12,840%, de 12,831%; jan/25, 10,855% (de 10,773%); jan/26, a 10,225% (de 10,105%); jan/27, a 10,215% (de 10,105%); jan/29, a 10,510% (de 10,414%); e jan/31, a 10,660% (de 10,569%).

SUBIU NO VAZIO – Muito fraco, o volume financeiro de só R$ 20,7 bilhões do Ibovespa tirou parte do brilho da arrancada do índice à vista, que voltou a flertar com os 120 mil pontos na máxima intraday (119.739,09).

… O ideal seria que a bolsa conseguisse vencer este nível de resistência com giro maior, para dar consistência ao movimento. Ontem, o Ibov deslanchou 1,36% (119.263,89 pontos) e voltou ao azul no acumulado do mês (+1,00%).

… Se serve de consolo e indicação de tendência positiva para o fluxo, na última 3ªF, dia da deflação do IPCA de junho, os investidores estrangeiros aplicaram na B3 o recorde R$ 2,99 bilhões em um único dia no ano.

… “Será que foi gringo comprando small caps devido à deflação? Queda da Selic!”, escreveu o professor Alexandre Cabral em seu perfil no Twitter. O início do ciclo de corte é a grande promessa para a bolsa destravar. 

… Nesta 5ªF, as blue chips das commodities ignoraram a preocupação com os dados fracos da balança chinesa, porque viram as coisas pelo copo meio cheio, antecipando novos estímulos econômicos pelo governo de Pequim.

… Vale avançou 2,33% (R$ 68,61); Usiminas PNA, +4,49%, a R$ 7,68; CSN ON, +3,26%, a R$ 12,97; 3R Petroleum, +4,17%, a R$ 32,95; Prio, +3,23%, a R$ 42,89; Petrobras PN, +1,58% (R$ 29,63); e Petrobras ON, +1,46% (R$ 33,25).

… As cotações do petróleo aceleraram a alta no fim do pregão desta 5ªF com a notícia da Bloomberg de que o campo El Feel, na Líbia, interrompeu a produção de 70 mil barris por dia após a invasão de manifestantes.

… O dólar barato também ajudou a dar impulso ao Brent para setembro, que subiu 1,56%, a US$ 81,36.

… Entre os grandes bancos brasileiros, a sessão foi positiva. Os papéis do Itaú Unibanco fecharam em alta de 1,10% (R$ 28,58), as ações PN do Bradesco tiveram alta de 2,48% (R$ 16,55) e do BB avançaram 0,95%, a R$ 48,01.

… No setor de varejo, Magalu (+1,34%) foi impulsionada pela chance de incentivo do governo à linha branca.

… Cyrela (+8,69%) liderou a lista das altas do Ibovespa desde a abertura do pregão, animada pela prévia operacional, que apontou crescimento de 51% no VGV de lançamentos no 2TRI sobre o mesmo intervalo do ano passado.  

O FIM DE UMA ERA? – Wall Street recebeu um incentivo extra na sessão de ontem, depois que mais um relatório de inflação reforçou as apostas de que o Fed está se aproximando do fim do ciclo de aperto monetário.

… Divulgado apenas um dia depois do CPI no ritmo mais lento desde 2021, o índice de preços ao produtor (PPI) subiu 0,1% em junho, na base anualizada, abaixo da previsão de 0,4% e da alta de 0,9% registrada em maio.

… O mercado consolidou as apostas de que o ciclo de aperto monetário vai acabar depois do novo aumento de 25 pontos-base contratado para o juro na reunião deste mês, apesar de muita gente no Fed ainda estar relutante.

… Para Mary Daly (São Francisco), que defende mais dois apertos monetários até o final do ano, não se pode dizer que a demanda e a oferta estão equilibradas nos EUA e “é muito cedo para cantar vitória contra a inflação”.

… Apesar disso, os negócios em NY vibraram de alívio com o PPI. O rendimento da T-Note de 2 anos caiu a 4,619%, de 4,746% no pregão da véspera, enquanto o da Note de 10 anos cedeu a 3,763%, de 3,860% no dia anterior.

… A nova rodada de queima de prêmios nos juros dos Treasuries impulsionou as ações das gigantes de tecnologia nos EUA, que competem diretamente em rentabilidade com os títulos do Tesouro norte-americano.

… Alphabet escalou e Amazon, +2,68%, impulsionada ainda pelo recorde histórico de vendas no Prime Day.

… Com a ajuda das high techs, o Nasdaq (+1,58%, aos 14.138,57 pontos) subiu bem mais do que o Dow Jones (+0,14%, em 34.394,29 pontos) e do que o S&P 500 (+0,85%), que superou a marca dos 4.500 pontos (4.509,96).

… Os bancos também lucraram às vésperas dos balanços: JPMorgan (+0,49%), Citi (+0,63%) e Wells Fargo (+1%).

… O mercado foi surpreendido ontem pela notícia de que o presidente do Fed de St. Louis, James Bullard, uma voz influente na defesa de aumentos firmes nas taxas de juros, pediu para sair após 15 anos no cargo.

… Ele não tinha direito a voto este ano pelo sistema de rodízio do Fed, mas desde 2021 pressionava por medidas mais agressivas para conter a inflação, argumentando que o BC estava errado sobre pressões “transitórias” à época.

… A número dois do Fed de St. Louis, Kathleen O’Neill Paese, torna-se presidente interina imediatamente.

… Ainda no noticiário desta 4ªF, os pedidos semanais de auxílio-desemprego (237 mil) caíram mais do que o esperado (248 mil). Mas como houve feriado na semana passada, o indicador pode ter vindo distorcido.

EM TEMPO… BRF levantou R$ 5,4 bi em oferta (follow on), ao preço de R$ 9,00/ação. O fundo árabe Salic e a Marfrig participaram com R$ 3,4 bi na operação, segundo fontes do Valor.

MRV fixou preço de ação em R$ 12,80 em oferta primária (follow on); operação movimentou R$ 1 bi. (Valor)

JHSF concluiu compra de 33% do Shopping Cidade Jardim, em SP, por meio de aquisição de um fundo imobiliário detido pela Gazit Brasil.

KLABIN informou que a S&P reiterou os ratings BrAAA/BB+, com perspectiva estável.

SANTANDER distribuirá R$ 1,275 bi em JCP, ou R$ 0,3428/unit; ex em 21/7; pagamento em 16/8.

BANCO ORIGINAL. Um mês depois de anunciar a reorganização dos negócios financeiros do grupo, a J&F resolveu capitalizar a instituição financeira e fará um aporte de R$ 500 milhões na operação.

PETROBRAS informou que montante devido a ela pela Forbes, dona da Unidade de Industrialização do Xisto (SIX), no Paraná, é inferior a R$ 140 mi do contrato celebrado entre as partes. Valor correto não foi informado…

… A explicação foi dada em resposta a pedido de esclarecimentos da CVM sobre notícia de suspensão dos serviços de suporte e apoio técnico à refinaria pela Petrobras, após a Forbes descumprir obrigações contratuais.

GOL prevê prejuízo de R$ 1,05 por ação no 2TRI23 e margem Ebitda de 21% no trimestre. Receita unitária por passageiro (PRASK) deve aumentar 9% s/ 2TRI22.

CAMIL registrou lucro líquido de R$ 64 milhões no 1TRI fiscal, queda de 33,9% s/ 1TRI fiscal de 2022. Ebitda recuou 18,8%, para R$ 198,5 milhões; receita líquida aumentou 10,7%, para R$ 2,654 bi no 1TRI fiscal de 2023.

EDP BRASIL. Volume de energia distribuída cresceu 1,6% no 2TRI23 s/ o 2TRI22, para 6,7 milhões de MWh. Números de clientes cativos cresceu 2,9%; número de clientes livres aumentou 16,5% no trimestre.

EQUATORIAL. Receita anual permitida (RAP) para ativos de transmissão no ciclo 2023/24 caiu 2,21% s/ ciclo 2022/23, para R$ 1,305 bi.

AOS ASSINANTES DO BDM, BOM DIA E BONS NEGÓCIOS!

*com a colaboração da equipe do BDM Online

AVISO – Bom Dia Mercado, produzido pela Mídia Briefing, não pode ser copiado e/ou redistribuído.

Veja Também