Giro dos Mercados

Ativos domésticos pioram após nova projeção de déficit primário; NY mantém alta no pré-feriado

Atualizado 22/11/2023 às 15:21:11

https://www.bomdiamercado.com.br/wp-content/uploads/2023/11/logo-lite-post.png

[22/11/23] Da Redação do Bom Dia Mercado

Os ativos domésticos – bolsa, real, juros – pioraram depois da divulgação da nova estimativa de déficit primário da equipe econômica para 2023: o rombo aumentou R$ 36 bilhões, para R$ 177,4 bilhões, segundo o 5º relatório bimestral de receitas e despesas.

O Ibovespa, que vinha se segurando acima dos 126 mil, perdeu esse nível e agora sobe 0,25%, a 125.939 pontos. O dólar, que estava em baixa, avança 0,20%, a R$ 4,9088. Os juros caíam mais de 0,10pp e agora cedem em torno de 0,08pp.

No Ibovespa, ações de frigoríficos lideram as altas, enquanto do outro lado as petroleiras sentem a queda de mais de 2% no Brent. O petróleo já esteve pior hoje, caindo quase 5%, mas a expectativa por cortes pela Opep+ segue firme, embora o cartel tenha adiado a reunião do domingo.

Em NY, as bolsas sobem antes do feriado de Ação de Graças, amanhã, sem um motivo muito específico. As ações da Nvidia, que divulgou seu muito esperado balanço ontem, caem 2,5%. Há pouco, o Dow subia 0,48%, o S&P 500 avançava 0,41% e o Nasdaq tinha alta de 0,56%.

Índice dólar (DXY) sobe 0,40% e os juros Treasuries avançam, e com mais força depois que a Universidade de Michigan apontou aumento nas expectativas de inflação de curto e longo prazo dos consumidores americanos. Há pouco, a T-note de 2 anos fazia máxima em 4,9253%, de 4,8744%. (Ana Conceição)

Veja Também