Empresas

Assaí se destaca entre as maiores perdas mesmo descartando impacto com Difal do ICMS

Atualizado 30/11/2023 às 15:33:47

Ações do Assaí (ASAI3) se destacam entre as maiores perdas do Ibovespa, recuando, há pouco, 3,95%, a R$ 12,65.

Na avaliação de analistas, os ativos são penalizados pelo Difal do ICMS, mesmo após a empresa e o Instituto para Desenvolvimento do Varejo (IDV) esclarecerem que a marca “não é impactada” pela decisão do STF para que estados cobrem a alíquota desde abril de 2022.

Também exposta ao Difal, Magazine Luiza (MGLU3) subia 5,32% (R$ 1,98), entre os maiores ganhos do índice, após o Citi considerar o impacto marginal para as ações. Já Casas Bahia (BHIA3) operava em estabilidade, a R$ 0,05.

A varejista confirmou ao banco que paga os impostos desde 2022. Grupo Pão de Açúcar (PCAR3) cedia 1,47% (R$ 3,36) e Carrefour (CRFB3) baixava 0,27% (R$ 11,28).

Veja Também