Mercados

ADR de Petrobras sobe 2% em NY e vira papel no Ibovespa, que retoma os 126 mil

Atualizado 24/11/2023 às 11:51:27

https://www.bomdiamercado.com.br/wp-content/uploads/2023/11/logo-lite-post.png

Os papéis ON e PN de Petrobras (#PETR4 +0,85%, R$ 35,48, #PETR3 +0,85%, R$ 38,18) engataram as altas que vinham ensaiando no Ibovespa, que reduz a perda a 0,44% e retomou os 126 mil pontos, ao menos momentaneamente. O ADR de Petrobras ON (#PBR) oscilou na abertura, mas há instantes subia 2,16% (US$ 15,63). O banco Goldman Sachs avalia em relatório que o novo plano estratégico de Petrobras veio em linha com o esperado e considera que suas as projeções de produção podem ser superadas. A recomendação de compra foi mantida, assim como o preço-alvo de US$ 18,50 para os ADRs, com upside de 20% sobre o fechamento de #PBR na quarta (R$ 15,29). O papel oscila nos primeiros minutos de mercado à vista em Nova York (+013%, US$ 15,31). O Citi, que avaliou que o aumento do investimento veio em linha com as estimativas e que o plano tem mais vantagens que desvantagens, manteve recomendação neutra para o ADR, com preço-alvo de US$ 15, em linha com valor negociado em NY. A visão de XP veio mais crítica, e a corretora considerou plano é ligeiramente inferior ao anterior, diante de investimentos maiores e dividendos menores, mas manteve a recomendação de compra e preço alvo-alvo de R$ 36,70 (upside de 4% ante o fechamento de #PETR4 ontem, a R$ 35,17), mas alerta que principais riscos para a tese persistem. (BDM Online + agências)

Veja Também