Ibovespa

NY segue sem direção definida enquanto Ibovespa ganha força; juros caem lá fora e aqui

Atualizado 16/11/2023 às 16:13:11

[16/11/23] Da Redação do Bom Dia Mercado

As bolsas de NY vivem uma gangorra nesta 5ªF, de um lado sustentadas por novos dados que indicam uma economia mais fria nos EUA e por outro pressionadas pela realização de lucros após os fortes ganhos recentes.

O recuo das ações das petroleiras também pesam em meio a uma queda de 5% no preço da commodity hoje.

O Dow cai 0,35%, o S&P 500 recua 0,08%, o Nasdaq cede 0,04%.

Na 3ªF, os índices dispararam com o CPI de outubro dos EUA abaixo do esperado e estenderam os ganhos ontem, com menos força, após um PPI mais suave.

Hoje, pedidos de auxílio-desemprego mais altos que o consenso e a queda da produção industrial nos EUA corroboraram a informação trazida pelos dados de inflação, o que mantém os juros dos Treasuries em baixa, assim como o índice dólar (DXY -0,07%).

Por aqui, o Ibovespa se mantém em alta desde a parte da manhã, e há pouco recuperava os 124 mil pontos (+0,88%, a 124.245) a despeito da forte queda de Petrobras (PETR3 -1,89% e PETR4 -1,30%) e outras empresas do setor, que lidera as maiores perdas do Ibovespa.

A baixa expressiva do petróleo reage principalmente ao aumento dos estoques nos EUA, informado pelo DoE, ontem.

Grandes bancos e metálicas sobem forte, com exceção de VALE3, que avança apenas 0,30%. Varejo e consumo se beneficiam dos juros futuros, que cedem entre 0,06 e 0,08 ponto percentual ao longo da curva. (Ana Conceição)

...

Veja Também