Ibovespa

Com disparada do petróleo e bancões americanos, Ibovespa tenta escapar do ajuste pós-CPI

Atualizado 13/10/2023 às 11:13:51

O salto nas cotações do petróleo antes de um fim de semana que pode ter invasão terrestre em Gaza ajuda o Ibovespa (-0,02%, a 116.979,48) a limitar a queda contratada no feriado pelo desempenho ruim dos ADRs em Nova York, após o estresse global forte com a inflação americana de setembro.

Petrobras e "junior oils" já chegaram a subir sozinhas no índice, e aéreas se destacam entre as perdas. Mas a tensão generalizada de ontem em NY se dissipou, com alívio em Treasuries e DXY desde a madrugada e foco dos investidores deslocado para os balanços dos bancões: JPMorgan (+4,29%), Citi (#C +3,71%) e Wells Fargo (#WFC +4,55%) disparam após os resultados.

O Ibovespa futuro, que abriu caindo 0,90%, devolvia metade da perda e estava perto dos 117 mil pontos quando o mercado à vista abriu; há pouco, caía 0,27% (117.080). Ainda no começo dos negócios, Dow Jones avança 0,93%, S&P +0,58% e Nasdaq +0,19%.

👉🏻 Veja os principais papéis

Blue chips

▪️Vale (#VALE3) -0,49% (R$ 67,03)

▪️Petrobras PN (#PETR4) -0,27% (R$ 14,67)

▪️Bradesco PN (#BBDC4) -0,27% (R$ 14,67)

▪️Itaú (#ITUB4) -0,11% (R$ 27,95)

Maiores altas

▪️Petrorio (#PRIO3) +4,03% (R$ 49,51)

▪️3R Petroleum (#RRRP3) +3,10 (R$ 32,28)

▪️Petrobras ON (#PETR3) +2,89% (R$ 39,22)

▪️Petrobras PN (#PETR4) +2,79% (R$ 36,11)

Maiores baixas

▪️Eztec (#EZTC3) -5,02% (R$ 16,26)

▪️BHIA3 (#CRFB3) -4,92% (R$ 0,58)

▪️Azul (#AZUL4) -4,40% (R$ 13,04)

▪️Natura (#NTCO3) -3,77% (R$ 14,29)

...

Veja Também